domingo, 19 de janeiro de 2014

Cássio governador, vice Nabor e Vené Senador

Não se sabe de que forma e nem que anjo soprou ao ouvido do Vereador de Patos, Maurício Alves, mas, se tiver um fundo de verdade o comentário do vereador e sempre assessor de Nabor Wanderley, no facebook, o PMDB articula o retorno de Cássio Cunha Lima ao partido, no qual o senador nasceu politicamente, quando se elegeu deputado federal, em 1986.
Como prevíamos e ainda asseguramos, que haverão muitas mudanças no posicionamento político de líderes paraibanos, em se considerando a distancia para as eleições e com base no comentário do Dr. Maurício, o PMDB poderá ter o tucano como aliado para essa composição, haja vista, o vereador não seria tão irresponsável para especular tais nomes aleatoriamente.
Pela inteligência do senador Cássio, é sabido que jamais ele pisaria em terreno movediço, cometendo a ingenuidade de ser um terceiro nome a pleitear o Executivo estadual, sendo postas as candidaturas de Vené e a reeleição de Ricardo Coutinho. Porém, nesse pacote, a história teria menor risco e poderá sim, está acontecendo conversações para esse enlace, pois na prática política o casamento se dá pelo dote (resultado).
Ricardo Coutinho, quieto espera o fechamento saltitante dessas negociações e continua governador, executando e inaugurando obras, visitando municípios, oferecendo condições mais para mulheres, do que para homens, terem seus próprios negócios através do empreender, buscando beneficiar os paraibanos de menor condição de vida, com os Programas do governo federal e planejando estratégias diversas para situações previstas.
Do lado de cá, está O POVO, enxergando o que teve, o que estão tendo, e o que poderão ter, com cada um dos lados. Todavia, a posição de Cássio, será entre todos os líderes, a mais avaliada pelos que decidem e outorgam o Poder, para quem deverá dirigir os destinos da Paraíba, a partir de janeiro de 2015.
Rita Bizerra de OPBNEWS

Nenhum comentário:

Postar um comentário