sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Treze e Botafogo vencem no Nordestão e respiram

Treze desencanta, vence CRB e respira no Nordestão

Depois de três derrotas, o Treze enfim conseguiu sentir o gostinho da vitória na Copa do Nordeste. Foi contra o CRB, para quem havia perdido sábado no interior de Alagoas por 2 a 1.


Com o triunfo por 2 a 0 sobre os alagoanos, com gols de Jailson, no jogo realizado nesta quinta-feira no Estádio Presidente Vargas, o Galo da Borborema entrou na luta por uma vaga no Gripo C.

Isto porque, o time trezeano diminuiu para três pontos a diferença para o Potiguar, o segundo colocado e um do próprio CRB. Vale ressaltar que o Treze ainda espera que o Potiguar venha ser punido com perda de pontos por ter utilizado um jogador irregular.

Mas para seguir com chances, a equipe galista precisa passar pelo Ceará domingo na Arena Castelão, em Fortaleza e depois o clube norte-rio-grandense na última rodada da primeira fase, em Campina Grande.

O JOGO
No início do jogo as equipes pareciam se estudar. O Treze ia mais a frente, mas causava menos perigo, o CRB tentava buscar o gol em jogadas de contra-ataque, mas nenhum dos dois times conseguiram atacar de forma perigosa no começo.

Até o momento a melhor chance da partida foi em uma cobrança de falta do clube alagoano, que bateu fraco para a defesa do goleiro alvinegro.

Apesar do jogo sem muitos lances, o domínio já parecia claro do CRB. Mesmo jogando em contra-ataques era quem ganhava mais volume de jogo aproveitando, principalmente, os erros da equipe paraibana.

Aos 25 minutos o Treze conseguiu finalizar, um chute que passou longe do gol. Após roubar bola na entrada da área do CRB, Clébson chutou de fora da área, mas a bola passou à esquerda do goleiro Júlio Cesar, da equipe alvirrubra.

Foi assim que terminou a partida, o Treze não mostrou um bom futebol e o CRB não soube aproveitar todas as chances. Um primeiro tempo sem lances de grande perigo.

No segundo tempo foi o Treze que começou atacando. Aos sete minutos um lindo lance. A equipe alvinegra cruzou na área e Clébson deu um voleio, mas a bola passou por cima do gol. Quase o time paraibano abria o placar com um golaço.

O Treze voltou bem diferente no segundo tempo e voltou a atacar aos 12 minutos. Clébson, mais uma vez, chegou ao ataque. Ele recebeu a bola na entrada da área e mandou a bomba, a bola desviou na zaga e obrigou o goleiro do CRB a fazer uma linda defesa e espalmar a bola.

Aos 13, novamente a equipe paraibana no ataque, Giancarlo recebeu pelo lado direito de ataque e chutou sem ângulo, o goleiro Júlio Cesar fez mais uma boa defesa e espalmou para escanteio.

O jogo estava corrido e aos 14 o CRB em jogada de contra-ataque perdeu um gol incrível. Léo recebeu a bola e ficou cara a cara com o goleiro, sem nenhuma marcação, mas chutou uma bola rasteira e fraca para fácil defesa do de Gilson.

O Treze, que jogou mal no primeiro tempo, mas dominava por completo no segundo, foi quem abriu o placar. Aos 23 minutos o clube paraibano fez boa jogada, Clébson deu um ótimo passe para Jailson entrar na área pela esquerda e, de cara com o goleiro, mandar para o gol e fazer Treze 1 x 0 CRB.

E quase que o Treze fazia o segundo aos 28 minutos. Após uma bomba de fora da área a bola bateu no travessão, na sobra, Clébson poderia ter chutado, mas preferiu tentar dar um peixinho. Ele errou e a zaga tirou a bola.

O CRB finalmente atacou aos 33 minutos. Tozin, que havia acabado de entrar, deu um passe para Denilson sozinho dentro da área, ele mandou uma bomba ao lado esquerdo do goleiro do Treze.

Foi o Treze que balançou as redes novamente aos 39 minutos. Giancarlo sofreu pênalti e na cobrança, Jailson mandou uma bomba sem chances para o goleiro Júlio Cesar defender. O segundo gol do time paraibano.
O CRB tentou diminuir o placar aos 45 minutos com Igor, que dentro da área recebeu a bola e mandou a bomba, mas Gilson fez uma defesa fantástica e tirou a bola.

Não aconteceu nenhum outro lance até o fim da partida e o jogo acabou com a vitória do Treze. Na próxima rodada o Treze joga com o Ceará, no Castelão, já o CRB vai até o Rio Grande do Norte para encarar o Potiguar.

FICHA TÉCNICA:
TREZE: Gilson, Birunqueta, Daniel Marques, Douglas e Chiquinho Baiano(Téssio); Leanderson(Lídio), Glaydson, Davi Ceará e Clébson; Jaílson e Romário(Giancarlo). Téc: Leandro Campos.

CRB: Julio Cesar, Diego Aragão, Rodrigão, Marcus Vinícius e Nilson; Olívio, Johnnattan, Léo(Tozin) e Válber(Igor Oliveira); Denilson e Marcelo Maciel(Henrique Dias). Téc: Roberval Davino.

Botafogo-PB vai até Recife, supera Náutico e também está vivo no Nordestão

O Náutico recebeu o Botafogo-PB, nesta quinta-feira (30), na Arena Pernambuco, pela quarta rodada da Copa do Nordeste. Em um jogo que teve superioridade paraibana, o Belo venceu com um gol de Lenilson, logo no começo da partida.
Assim, o Náutico continua com quatro pontos e uma partida a menos, o Botafogo-PB, que tinha três negativos, está com zero. As duas equipes tem uma partida a menos.

O primeiro gol do jogo saiu logo aos três minutos de jogo. No primeiro lance de perigo da partida, após cobrança de escanteio, Lenilson, capitão do Botafogo-PB, cabeceou para o gol e fez 1 a 0 para o Belo. Aos 13 minutos o Botafogo-PB quase faz mais um, após cobrança de falta, Ferreira cabeceou e a bola passou à esquerda do gol de Gideão.

O Náutico teve seu primeiro bom ataque aos 15 minutos. Marinho recebeu a bola longe da área e de lá mandou uma bomba para uma linda defesa do goleiro Genivaldo, que mandou para escanteio. A partir daí o Náutico melhorou no jogo e conseguiu equilibrar a partida.

Aos 29 minutos o Timbu voltou a atacar. Da zaga, William Alves deu um lançamento para Zé Mário dentro da área, o meia poderia toca na área, mas preferiu chutar de primeira. A bola passou por cima do gol, após o lance, nada de mais importante na partida. O Belo voltou a dominar o jogo e o Náutico começou a jogar na base de chutões.

Segundo tempo

Aos dez minutos o primeiro lance de perigo do segundo tempo. Marcelinho trombou com o zagueiro, roubou a bola na bobeada do Botafogo-PB, ficou de cara com o goleiro, mas mandou uma bomba por cima do gol.

O Timbu voltou ao ataque aos 15 minutos. Em virada de jogo, Marcos Vinícius dominou e chutou antes da bola cair na grama. A bola foi por cima do gol. Lodo depois, aos 16 minutos o Botafogo-PB deu seu primeiro grande ataque, Frontini mandou para as redes, mas o gol foi anulado.

Aos 21 minutos a equipe pernambucana voltou a atacar. Zé Mário bateu falta da entrada da área e a bopa passou perto da trave. Já aos 23, o zagueiro Everton, do Botafogo-PB, se complicou. A bola quicou na área e quase ele deixa nos pés de Marcos Vinícius, mas outro jogador chegou e afastou a bola.

O Timbu quase marca aos 33 minutos. Hugo tocou para Marinho, que chutou de esquerda,a bola pegou curva e o goleiro do Belo espalmou para escanteio. O Náutico atacou de novo aos 39, Zé Mário cabeceou e o goleiro Genivaldo fez mais uma excelente defesa.

O jogo seguiu sem grandes lances. O Náutico ia desesperado para o ataque e o Botafogo-PB, nas oportunidades que tinha, administrava a partida. Assim foi Náutico 0 x 1 Botafogo-PB.

Na próxima rodada o Náutico joga o clássico contra o Sport, em casa, já o Botafogo-PB enfrenta o Guarany de Sobral.

FICHA TÉCNICA:

DATA: 30/01/2014
LOCAL: Arena Pernambuco

NÁUTICO: Gideão, João Ananias, William Alves, Flávio e Gerley(João Paulo); Elicarlos, Rodrigo Possebon(Marcos Vinícius), Yuri Neves e Zé Mário; Marinho e Marcelinho(Hugo). Téc: Lisca.

BOTAFOGO-PB: Genivaldo, Ferreira, Magno Alves, Everton e Luciano Amaral(Leomir); Zaquel, Hércules, Celico e Lenilson; Rafael Aidar e Frontini. Téc: Marcelo Vilar.

* Esporte Interativo

Nenhum comentário:

Postar um comentário