terça-feira, 19 de agosto de 2014

Major Fábio: “Não quero que as pessoas que construíram o ‘futuro’ em que vivemos hoje, construam o futuro dos meus filhos e netos”.

Em entrevista concedida na noite desta segunda-feira (18) a uma emissora de TV, na abertura da série com os candidatos ao governo do Estado, o Major Fábio (PROS) falou da sua atuação parlamentar, avaliou a atual política do Estado e externou o seu desejo de mudança.

O candidato assumiu duas vezes o cargo de deputado federal devido a afastamentos de parlamentares que renunciaram ou foram eleitos para outro cargo. Quando perguntado se estava preparado para comandar o governo da Paraíba, sem nunca ter vencido uma eleição, o Major disparou: “Nunca fui eleito porque eu tinha uma estratégia: a estratégia de falar a verdade, de não comprar voto, de não buscar grandes estruturas. Eu coloquei no meu coração, como cidadão e como jovem, o desejo de ser deputado federal e Deus me ajudou. Em 2013, fui eleito por uma grande revista do País, o 17º melhor deputado do Brasil. Eu sou um cidadão que tem excelentes intenções para a Paraíba. Não quero deixar o futuro dos meus filhos e netos nas mãos das pessoas que construíram o nosso presente”.

Em 2006, o Major Fábio teve 4.061 votos ficando na 3ª suplência. Já em 2010, teve um crescimento de aproximadamente 1600%, obtendo 68.147 votos, conquistando a 1ª suplência. Ao ser questionado sobre um dos projetos de seu programa de governo, “FRONTEIRAS FECHADAS PARA O CRIME”, o candidato falou sobre a importância de oferecer segurança aos paraibanos garantindo-lhes fiscalização nas suas portas de entrada. “O paraibano não suporta mais ficar preso no seu lar, quando na verdade quem deveria estar preso era o bandido. É inadmissível que bandidos entrem e saiam desse estado sem que ninguém faça nada. Vamos fechar as nossas fronteiras equipando-as com veículos blindados e tecnologia” disse. Ainda sobre o seu programa de governo, enfatizou o projeto de instituir o ensino de tempo integral nas escolas do estado. “Sim, eu quero que as crianças estejam presas. Presas com carinho, presas ao saber, presas à educação: presas ao futuro!”

Na sua conclusão, o Major encerrou convocando os jovens. “A Paraíba quer olhar para frente! Eu tenho certeza que o jovem que está me assistindo quer construir o seu próprio futuro. Chegou o momento das pessoas que foram às ruas no ano passado elegerem o seu governador”.

Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário