domingo, 14 de setembro de 2014

Após críticas de Ricardo a Lula, Dilma e ao PT, petistas se mostram contrários a aliança com PSB na Paraíba

As afirmações do candidato a Governador da Paraíba pelo PSB, Ricardo Coutinho, de que a sua candidata a presidente é Marina Silva, nos últimos debates e entrevistas dos quais participou, não foram suficientes para criar clima de instabilidade na relação PT-PSB no estado. Porém, as críticas feitas por Ricardo a Lula, Dilma e ao PT neste sábado, quando da visita da presidenciável Marina Silva ao estado foram a gota d’água.

O petista Anselmo Castilho publicou em seu facebook, neste domingo, um texto em que deixa claro sua posição política a partir de agora, após as críticas de Ricardo Coutinho. “Eu voto Dilma 13... Voto PT e respeito suas decisões táticas. Mas, a partir de hoje, começarei a escolher em quem votar para Governador da Paraíba. Inadmissível ter aliado adversário”, disse ele, numa clara referência a Ricardo.

Ao ser convidado a falar, durante comício realizado no Parque do Povo, em Campina Grande, ao lado de Marina Silva, Ricardo aproveitou para detonar o PT, Lula, Dilma e a política adotada atualmente pela gestão petista no País. “Eu lembro muito bem que na época do ex-presidente Lula, eu me lembro muito bem, que vieram com história do medo, e hoje eles (os petistas) que sofreram do mesmo mal, queiram colocar para Marina o mesmo medo”, disse Ricardo.

Logo em seguida, Ricardo criticou a atual situação do Brasil. “O Brasil não tem medo. O Brasil tem medo é da situação em que se encontra, o Brasil tem medo é de crescer a 0,9 % ao ano do PIB (Produto Interno Bruto), o Brasil tem medo é do desemprego, o Brasil tem medo é do retorno da inflação”, disse o candidato do PSB”.

Ricardo pediu à militância do PSB empenho para combater o que ele aponta ser o discurso do PT: “Combatam essa tentativa de construir ao redor de Marina uma personalidade que na verdade não existe porque essa mulher aqui é madeira de lei que cupim não rói, já dizia o velho Ariano Suassuna. Não se iludam. Eles tentam de toda a forma desviar a atenção porque é desviando a atenção que eles conseguem cobrir os graves problemas da nossa Nação”.

Com a repercussão negativa das declarações, petistas que antes apoiavam a aliança PT-PSB na Paraíba começaram a declarar posição de independência. Outros já admitem, até, conversas com o PMDB, que tem como candidato a Governador o senador Vital do Rêgo que, ao contrário de Ricardo, tem colocado nos seus guias de rádio e TV, nos debates e nas entrevistas das quais participa que a sua candidata a presidente é a petista Dilma Rousseff.

Ass.Com Comunicação & Marketing

Nenhum comentário:

Postar um comentário