segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Pega de boi acaba em morte


Vaqueiro bate cabeça em árvore e morre durante "pega de boi no mato" em Caturité

O vaqueiro Edmilson Alves Monteiro, natural do município de Boa Vista, Cariri paraibano, morreu por volta das 11 horas do último domingo (28) durante um "pega de boi no mato", em Caturité.

Segundo informações obtidas pelo helenolima.com, Edmilson participava do "pega de boi no mato" quando bateu a cabeça numa árvore e veio a óbito.

O "pega de boi no mato" era realizado na Estância Vovó Bia, em Caturité, que também fica no Cariri.

Edmilson era bastante conhecido e querido em Boa Vista e, inclusive, participou das gravações de um documentário denominado "Quando eu vestia meu terno de couro triste", que fala sobre a profissão de vaqueiro.

O que é um "Pega de Boi no Mato"?

Nas fazendas de antigamente, o gado era criado solto na caatinga. A cada temporada ou fim de estação, os fazendeiros organizavam o que eles chamavam de “pega de boi”.

 Uma festa onde se reuniam todos os vaqueiros da região para pegar o gado que vivia na solta e que seria marcado a ferro, castrado e conduzido para áreas onde os pastos existissem em maior abundância.

Essa tarefa era difícil. Os animais viviam em áreas de mato fechado, cheias de espinhos e galhos secos.

O exercício de capturar o boi no mato exigia do vaqueiro extrema perícia e coragem. Depois acabou criando heróis e muitas lendas entre os homens rudes do campo.

Os melhores e mais corajosos eram reverenciados como ícones.

O “pega de boi” começou a ganhar nova roupagem e sair do meio do mato para chegar às cidades onde ganhou platéia e seguidores com a vaquejada.

Heleno Lima .com

Nenhum comentário:

Postar um comentário