segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Câmara tem sessão movimentada por causa de analise de contas

A sessão da Câmara de Vereadores de Caturité do último dia 10 de setembro foi bastante movimentada. O motivo foi a analise das contas de 2009 do ex-prefeito José Gervásio da Cruz (Zé João) reprovada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB).

O relatório enviado pelo TCE-PB para a Câmara acabou permanecendo do jeito que veio do Tribunal, ou seja, não houve interferência alguma no resultado, ou melhor, no quesito reprovado.

A Comissão de Finanças da Câmara emitiu parecer pela manutenção da reprovação das contas feita pelo Tribunal, mas acabou reprovado em plenário, fato que impediu a analise do relatório principal.

Caso o relatório tivesse sido discutido, para sua modificação seria necessário 2/3 dos votos da Câmara, ou seja, 06 votos e a oposição até o momento só contava com 04 votos. 

O  vereador Manoel Givaldo (Ninho) usou a Tribuna para dizer que o Tribunal de Contas estava errado, porque as contas do ex-gestor teria gasto 59,3% do repasse do Fundeb com Educação, quando o obrigatório mínimo é 60%.

Segundo a lei, o gestor é obrigado gastar no mínimo 60% e pode gastar mais de 60% com o professor, nunca menos.

O Cariri PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário