quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Filho do prefeito de Gado Bravo é preso por suspeita de fraudar aproximadamente R$ 1 Milhão da Prefeitura

O filho do prefeito Evaldo Araújo (PMDB) do município de Gado Bravo e também secretário de Finanças da prefeitura, Warison de Brito Araújo, foi detido nessa quinta feira(12) pela manhã. A prisão foi efetuada através da operação Salinas, realizada pelo Ministério Público da Paraíba.

De acordo com o Ministério Público, ele seria o comandante do esquema de desvio de recursos da prefeitura.

A operação foi denominada ‘Salinas’, com a finalidade de buscar e apreender elementos de provas na sede do Poder Executivo municipal de Grado Bravo e nas residências de familiares do prefeito, situadas nos Sítios Salinas e Pedra Alta, além de alvos residentes nos municípios de Aroeiras e Campina Grande.

De acordo com o MP, a estimativa do desvio é de R$ 1 milhão e Warison de Brito Araújo e outros servidores desviavam e dilapidavam recursos públicos através de fraudulentos processos licitatórios, falsificação de documentos públicos e particulares, entre outras condutas ilícitas. As investigações apontam que as fraudes beneficiavam familiares do prefeito.

O Ministério Público investigava as fraudes desde o início do ano e participavam das diligências nove promotores de Justiça, treze policiais militares e civis lotados no Gaeco-MPPB, quarenta policiais militares do Bope e oito bombeiros militares para o cumprimento de sete mandados de buscas domiciliares, três mandados de prisões temporárias e três mandados de conduções coercitivas, obtidos junto ao Juízo de Direito da Comarca de Aroeiras.

A redação do Política mais cedo realizou tentativas de contato com a prefeitura mas os números fornecidos pelo site não atenderam a nossa equipe.
Política mais cedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário