quarta-feira, 14 de junho de 2017

Pioneira no Estado, Queimadas implanta Sistema Informatizado para agilizar tempo-resposta na solução de problemas da Saúde

A Prefeitura Municipal de Queimadas, através da Secretaria de Saúde (Sesau) implantou um novo sistema de captação de dados, totalmente informatizado para atender aos diversos serviços de saúde do município.

Para isso, foram distribuídos 105 tabletes entre os agentes comunitários.
Os tabletes possuem um sistema de software que pode operar em modo off-line, mas que permite agilizar todo o processamento em tempo real quando no modo online.

Apesar do Ministério da Saúde disponibilizar um software eletrônico para este tipo de serviço na Saúde para todos os municípios brasileiros, a Prefeitura Municipal de Queimadas inovou na implantação de um sistema que atende especificamente às necessidades reais da cidade.

Pioneira no estado, Queimadas sai na frente e hoje com a implantação do novo sistema de captação de dados através de um sistema próprio disponível nos tabletes, já possui quase 60% da população devidamente cadastrada e isso em apenas 23 dias de trabalho.

O novo sistema de informatização substitui o antigo processamento feito à base de fichas em papel, onde havia muitas vezes problemas na captação de dados essenciais para a Saúde do município.

Agora, é praticamente impossível a detecção de erros, até porque o software não permite que o agente comunitário de saúde avance no preenchimento dos dados se as informações estiverem incompletas ou inexatas sobre dados referentes a saúde da população queimadense.

Com a informatização na coleta de dados atualizados da população, a Secretaria de Saúde agora conta com informações reais sobre a condição da saúde de cada munícipe.

O sistema permite a coleta de dados da população como: números de crianças, pessoas em vulnerabilidade, idosos, enfermos, hipertensos e outras doenças, pessoas com deficiência, entre outras informações imprescindíveis em cada família que está sendo cadastrada. O intuito é melhorar o atendimento e detectar a real situação de cada morador.

A versão inicial do software dispõe de um prontuário eletrônico que possui ferramentas para cadastro dos indivíduos na cidade, gestão da agenda dos profissionais, acolhimento à demanda espontânea, atendimento individual e registro de atividades coletivas, abordagem familiar, controle de imunização, gestão da lista de espera de encaminhamentos, gestão do cuidado a doenças crônicas, além da geração de relatórios dinâmicos. Também é possível monitorar pacientes faltosos e realizar controle de medicamentos e exames tudo em tempo real.

A coordenadora da Central de Processamento de Dados da Secretaria de Saúde de Queimadas, Viviane Pereira disse que a implantação do sistema de informatização no trabalho de captação de dados dos queimadenses por parte dos agente comunitários, permitirá melhoras significativas na Saúde do município e destacou que no sistema antigo era possível enviar 4.400 fichas mês e após a implantação do novo sistema informatizado o Ministério da Saúde tem recebido cerca de 14.781 fichas com dados específicos e detalhados sobre a população da cidade.


“Essa agilidade proporcionada pelo novo sistema de captação de dados da população de Queimadas, trará inúmeros benefícios, a longo prazo, já que está sendo implantada agora, mas pode ter certeza que trará e só quem tem a ganhar com essa celeridade é a população queimadense, afinal o tempo resposta para solucionar problemas de saúde detectado em cada indivíduo será reduzido significativamente”, explicou Viviane.

Nenhum comentário:

Postar um comentário