sexta-feira, 18 de julho de 2014

Vital se reúne com membros da Polícia Militar e Bombeiros de toda a Paraíba para discutir programa de governo

Em todos os municípios do Estado da Paraíba está ocorrendo um processo que envolve lideranças e comunidades locais em favor da construção do Plano de Governo Participativo do Candidato a Governador da Paraíba pela Coligação Renovação de Verdade (PMDB-PT), senador Vital do Rêgo. Nesse sentido, Vital se reúne neste sábado (19) com membros da polícia Militar e dos Bombeiros para discutir e apresentar propostas ao Plano de Governo.

O encontro ocorrerá no Clube dos Oficiais da Polícia Militar da Paraíba – COPM, localizado em João Pessoa, na Avenida Flávio Ribeiro Coutinho (Retão de Manaíra) a partir das 09h. Vital afirmou que a sua história política mostra que, em todos os cargos que ocupou, priorizou o diálogo com representantes da sociedade e membros das diversas categorias de servidores públicos, para construir a sua atuação política. “Quero construir as propostas do nosso futuro governo de forma democrática e participativa”, disse ele.

As proposições apresentadas em todas estas áreas entregues a Vital farão parte do Plano de Governo Participativo do candidato a governador, a ser apresentado e debatido com a sociedade paraibana nas eleições deste ano.

Vital já sugeriu, dentre suas propostas para a melhoria na segurança pública na Paraíba, a criação de planos estratégicos de curto e médio prazo. Presidente da comissão temporária do Senado criada para analisar projetos de lei que tratam de Segurança Pública no Brasil, Vital defende a criação de um Plano Nacional de Segurança Pública, contendo os 44 projetos colhidos em várias audiências públicas realizadas pela comissão com os maiores especialistas em Segurança Pública do Brasil.

Dados apontados por Vital apontam que um terço da população paraibana já sofreu algum ato criminoso e que 91,5% dessas vítimas da criminalidade não procuram a polícia para fazer Boletins de Ocorrência pelo simples fato de não acreditarem na gestão da Segurança Pública estadual. O peemedebista, apesar de saber que o Estado tem dedicados policiais na corporação, denunciou a debilidade de um efetivo pequeno (hoje a polícia civil tem uma defasagem de 6 mil homens, apresentando o segundo menor contingente do Brasil; e na Militar a defasagem é de 8 mil homens).

“Quero deixar exposto aos policiais das duas instituições, Militar e Civil, que nosso plano de segurança vai olhar para o policial com um olhar de valorização do seu trabalho, através de estrutura e melhorias salariais”, disse Vital, lamentando que o atual governador tenha fechado mais de 30 delegacias em João Pessoa e tenha investido, mesmo em parceria com o Fundo Nacional de Segurança, apenas R$ 20 milhões em Segurança Pública entre 2011 e 2012, enquanto Pernambuco e Rio Grande do Norte, estados vizinhos, investiram, no mesmo período, R$ 1,5 bilhão e R$ 600 milhões, respectivamente.

Vital lembrou também que os paraibanos hoje vivem em constante estado de medo, devido ao crescimento da violência. Segundo ele, o clima de insegurança reina no Estado, não apenas nas duas principais cidades, João Pessoa e Campina Grande, mas em todos os municípios paraibanos.

Ascom

Nenhum comentário:

Postar um comentário