terça-feira, 19 de agosto de 2014

Curso de Agroecologia é avaliado pelo MEC e recebe conceito 4 dentro de uma escala que vai até 5

O Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido da Universidade Federal de Campina Grande - UFCG recebeu conceito 4 dentro da escala de pontuação do Ministério da Educação para reconhecimento dos cursos de graduação que vai de 1 a 5 .

“Estou muito feliz com o momento vivenciado e com o anúncio do reconhecimento do nosso Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia. Saiu o resultado do relatório final do processo de avaliação e, como esperávamos, fomos vitoriosos com a aprovação e, segundo os avaliadores, considerando, portanto, os referenciais de qualidade dispostos na legislação vigente, nas orientações do Ministério da Educação, nas Diretrizes da CONAES e do instrumento de avaliação, o Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia do Campus de Sumé apresentou um perfil muito bom de qualidade e, portanto ficou avaliado com esse conceito 4”, destacou o coordenador do curso, professor Renato Isidro.

“Cumprimos com sucesso e êxito a nossa missão de cada dia mais fazer valer o nosso potencial, enquanto professores, técnicos, alunos e gestores deste Centro”, disse. “Gostaria de agradecer a todos da comunidade acadêmica e a gestão pelo apoio e colaboração de forma direta ou indireta ao sucesso da exitosa visita dos avaliadores”.

“Todos nós somos os pilares do nosso curso, valorosos professores, determinados alunos e colaboradores técnicos, pois com os nossos pontos fortes, fomos cumpridores dos nossos deveres e compromissos”, finalizou.

O curso

O Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia objetiva formar profissionais para planejar, analisar, executar e monitorar sistemas de produção agropecuária, considerando os aspectos de sustentabilidade econômica, ambiental, social e cultural de modo integrado promovendo o manejo ecológico de sistemas de produção e da agrobiodiversidade, processos de certificação de sistemas agroecológicos, gestão, processamento e comercialização da produção agropecuária ecologicamente correta, utilização de metodologias participativas na organização da produção e da pesquisa. O conhecimento da produção agropecuária e de ecossistemas, legislação ambiental, a visão crítica das relações sociais de produção, a aplicação metodológica de princípios do desenvolvimento sustentável, trabalho em equipe, sensibilidade e ética são requisitos à atuação desse tecnólogo.

O profissional da Agroecologia pode atuar interdisciplinarmente em programas e projetos agroecológicos, em propriedades rurais, em processos agroindustriais e na certificação de produtos, e em pesquisas científicas. Uma área de atuação que também se apresenta para este profissional é a da educação ambiental. Sua atuação tanto pode ser a de consultor autônomo quanto à de especialista vinculado a órgãos públicos, empresas particulares ou organizações não-governamentais.

Rosenato Barreto

Nenhum comentário:

Postar um comentário