terça-feira, 19 de agosto de 2014

Quintans denuncia insegurança no Cariri e população em pânico


O deputado Assis Quintans (Democratas) usou a tribuna da Assembleia Legislativa, na sessão ordinária desta terça-feira (19) para denunciar a insegurança na região do Cariri Paraibano e o pânico que a população tem enfrentado por conta da onda de violência no Estado.

O parlamentar relatou ainda no seu discurso um protesto que a população fez ontem na cidade de Sumé, que contou com a participação de três mil pessoas, que interditaram a PB-412 para protestar por mais segurança.

"A população do Cariri está alarmada e com medo de tanta violência. Já na zona rural, a situação é de pânico", lamentou o deputado, citando como exemplo da violência o assassinato da jovem Eliane Pereira dos Anjos, de 25 anos, esfaqueada e morta no último dia 16 dentro de casa.

"Além de fecharem a rodovia, os comerciantes de Sumé também fecharam suas portas por duas horas em adesão ao protesto, já muitas casas comerciais na cidade tem sido assaltadas com frequência, e o pior de tudo é que a maioria desses crimes não tem sido solucionados", retrucou.

Sem juiz, promotor e delegado - Além do resumo do quadro de insegurança que vive a cidade de Sumé, Quintans disse ainda que a cidade não conta atualmente com juiz, promotor e delegado e garantiu ainda que na sessão ordinária desta quarta-feira (20), trará com mais detalhes o retrato da violência no Cariri.

Nenhum comentário:

Postar um comentário